quinta-feira, 7 de julho de 2011

Via Expressa na Roberto Freire: e as ciclovias???

Nos últimos dias a população natalense foi surpreendida com a notícita veiculada nas mídias televisiva e escrita acerca da transformação da Avenida Engenheiro Roberto Freire em uma via expressa, ou seja, espaço adequado ao trânsito mais rápido de veículos automotores: http://tribunadonorte.com.br/noticia/projeto-preve-4km-de-via-expressa/186724; http://www.diariodenatal.com.br/2011/03/29/cidades1_0.php; e http://www.nominuto.com/noticias/transito/governo-quer-transformar-avenida-roberto-freire-em-via-expressa/72066/
Li e repeti a leitura das matérias jornalísticas e assisti com especial atenção ao que foi televisado. Fiquei atônito e preocupado, pois em nenhum momento ninguém falou no estabelecimento de ciclovias no local, relegando nós os vis ciclistas a um plano inferior.
Quando houve a reunião da ACIRN na semana passada (30/06/2011) fui com a intenção de tratar do assunto, de forma que a associação adotasse alguma medida contra tal descalabro. Antes que eu abrisse a boca o pessoal do Movimento Bicicletada já tinha ganhado tempo e agendado uma audiência com a Secretária de Estado da Infra Estrutura do RN (SIN/RN) para o dia 05 de julho de 2011, às 11h00min (ontem).
Ao ato compareceram integrantes da Bicicletada, ASPOAN, ACIRN e Bike Tirol, além dos representantes do Estado. Na ocasião o Movimento Bicicletada apresentou uma carta de reinvidicações, relatando a preocupação com o projeto apresentado e pleiteando uma reformulação compatível com o real modelo de mobilidade urbana (veja documento na íntegra adiante).
Em contato com Fabiano do Movimento Bicicletada este me informou que o pessoal da engenharia da SIN que estava presente na reunião já se antecipou e apresentou novas ideias em aditivo ao projeto anterior e, ao que parece, desta vez contemplando a existência de ciclovias.
O fato é que a luta apenas iniciou e devemos ficar atentos, tal e qual o Movimento Bicicletada, para que não sejamos engolidos por essa avalanche de obras em prol de uma copa que até parece que vai resolver todos os problemas da cidade.Uma panacéia, ou melhor, COPANACÉIA.